Um Conhecimento Encarnado e o Ensino da Psicologia Social

Tipo de recurso
Autor ou contribuidor
Título
Um Conhecimento Encarnado e o Ensino da Psicologia Social
Resumo
Resumo Este artigo tem como objetivo trabalhar com a concepção de “conhecimento encarnado” defendida por Ignácio Martín-Baró, estabelecendo relações entre este conceito e o campo da Psicologia Social. Num primeiro momento, fazemos uma pequena contextualização dos efeitos de uma greve universitária que durou quatro meses, considerando que os principais efeitos que devemos debater são aqueles que estão relacionados às experimentações do espaço educacional, assim como às ressonâncias das narrativas externas ao mundo universitário. Em seguida, mesclamos experiências do cotidiano da universidade com narrativas de diferentes atores sociais sobre a greve e a própria formação, a fim de desenvolver uma teoria analítica das práticas educacionais em Psicologia Social a partir de um diálogo com Ignácio Martín-Baró. Destacamos as três perguntas apresentadas pelo autor para problematizar a história da Psicologia Social: o que nos mantém unidos numa ordem social? O que nos integra à ordem estabelecida? O que nos libera da desordem estabelecida? Entre os diferentes conceitos criados pelo autor, privilegiamos a ideia de conhecimento encarnado, realidade vivida, realidade estudada e ação ideológica.
Título da publicação
Psicologia: Ciência e Profissão
Volume
42
Páginas
e242969
Data
2022-12-16
Abreviatura do periódico
Psicol. cienc. prof.
Idioma
pt
ISSN
1414-9893, 1982-3703
Data de acesso
27/09/2023 13:43
Catálogo de biblioteca
SciELO
Extra
Publisher: Conselho Federal de Psicologia
Citation 'apa'
Silva, N. L. S. da. (2022). Um Conhecimento Encarnado e o Ensino da Psicologia Social. Psicologia: Ciência e Profissão, 42, e242969. https://doi.org/10.1590/1982-3703003242969
Citation 'abnt'
SILVA, N. L. S. DA. Um Conhecimento Encarnado e o Ensino da Psicologia Social. Psicologia: Ciência e Profissão, v. 42, p. e242969, 16 dez. 2022.