Carnavalizar o método: pistas para uma metodologia ébria.

Tipo de recurso
Autores/contribuidores
Título
Carnavalizar o método: pistas para uma metodologia ébria.
Resumo
O presente artigo pretende apresentar os percursos metodológicos de uma pesquisa que se interessa pelo carnaval, pela cidade e pelos modos de subjetivação contemporâneos. Com a aproximação de autores como Michel Foucault e Jorge Larrosa, afirma-se o primado da experiência e o caráter singular do método, distante de uma via única, verdadeira e replicável que enfraqueceria a potência micropolítica dos problemas e a força irreverente, imprevisível e efêmera do carnaval. Tomando como direção não-prescritiva o gesto inventivo e alegre de experimentação, a aposta é viver o campo do mesmo modo e ao mesmo tempo em que se vive a festa, na composição de uma metodologia ébria e de um ethos pesquisador-folião.
Título da publicação
Mnemosine
Volume
18
Edição
1
Data
2022-04-18
Abreviatura do periódico
Mnemosine
ISSN
1809-8894
Título curto
Carnavalizar o método
Data de acesso
29/09/2023 12:01
Catálogo de biblioteca
DOI.org (Crossref)
Citation 'apa'
Cecchetti, J., & Mizoguchi, D. H. (2022). Carnavalizar o método: pistas para uma metodologia ébria. Mnemosine, 18(1). https://doi.org/10.12957/mnemosine.2022.66393
Citation 'abnt'
CECCHETTI, J.; MIZOGUCHI, D. H. Carnavalizar o método: pistas para uma metodologia ébria. Mnemosine, v. 18, n. 1, 18 abr. 2022.