Por uma clínica do trabalho antirracista

Tipo de recurso
Autores/contribuidores
Título
Por uma clínica do trabalho antirracista
Resumo
O presente artigo propõe uma discussão no âmbito Clínico do Trabalho indicando que o racismo estrutural está presente na história dos ofícios. Apresenta-se passagens de pesquisa realizada com docentes mulheres negras da educação básica estadual, enfatizando as estratégias das Estilizações Marginais, essas um recurso por elas empregado diante do pacto da branquitude. Propõe-se o debate racial no campo do trabalho visando promover uma Clínica do Trabalho Antirracista.
Título da publicação
Mnemosine
Volume
18
Edição
2
Páginas
105-118
Data
10-11-2022
Abreviatura do periódico
Mnemosine
Idioma
Português
ISSN
1809-8894
Data de acesso
29/09/2023 12:00
Catálogo de biblioteca
DOI.org (Crossref)
Citation 'apa'
Oliveira, T., & Amador, F. S. (2022). Por uma clínica do trabalho antirracista. Mnemosine, 18(2), 105–118. https://doi.org/10.12957/mnemosine.2022.71185
Citation 'abnt'
OLIVEIRA, T.; AMADOR, F. S. Por uma clínica do trabalho antirracista. Mnemosine, v. 18, n. 2, p. 105–118, 11 out. 2022.